quarta-feira, 31, julho, 2019.
Inicio A Fazenda

A Fazenda

HISTÓRICO DA FAZENDA CANTAGALO

As terras hoje pertencentes a Fazenda Cantagalo eram parte do espólio da Família Hoffmann Silveira, descendentes de Manoel Silveira de Azevedo, fundador da cidade de Bom Jesus. Nesta região também habitaram os índios na época pré-colonial, em casas subterrâneas, cavadas no solo das matas, para se proteger do frio e dos animais selvagens.Por aqui também passaram os Jesuítas espanhóis, para fugir da perseguição portuguesa, durante as disputas pelas terras das Missões. No período de povoamento e organização inicial da economia do Rio Grande do Sul essas terras eram Rotas de Tropas, que se dirigiam ao centro do Brasil para abastecer o mercado de couro e sebo, posteriormente charque e gado muar, indispensável ao ciclo do ouro e pedras preciosas, em Minas Gerais e Rio de Janeiro. O caminho dessas tropas desembocava no importante posto alfandegário de Santa Vitória, divisa do Rio Grande do Sul com Santa Catarina, no Rio Pelotas. Os primeiros moradores eram familiares de Emiliano Silveira, neto do fundador da cidade. A vocação econômica inicial era a criação extensiva de gado, pequenas lavouras de milho, batata, feijão, bem como a fabricação de queijo e charque para a subsistência familiar. Com o passar do tempo essas terras passaram, por direito, aos descendentes que mantiveram as mesmas atividades. É uma região de campos acidentados, com vasta rede de águas, matas nativas e extensa fauna, grandes banhados que desembocam no Lageado Bonito, afluente do rio Quatis. Hoje abriga uma grande variedade de animais silvestres: graxains do campo, javalis, lontras, aves como o papagaio charão,quero quero, tirivas e a bela gralha azul. Pássaros como o canarinho da terra até os mais numerosos pardais. Está rodeada de campos arados, monocultores, mas preserva o campo nativo e as nascentes de água, bem como um mato de araucárias e árvores nativas típicas da região.

Vera Morais

Imagens /2019

Imagens Dezembro/2018

Outras Imagens